Saturday, April 12, 2008

Aviso do PM Australiano ao governo Chinês

Kevin Rudd, o novo PM Australiano, foi o primeiro líder ocidental a visitar a China desde o início dos protestos em Março.
Dirigindo-se a estudantes da Universidade de Pequim num mandarim fluente, começou por desafiar os anfitriões ao expresssar preocupação relativamente à situação dos Direitos Humanos na região dos Himalaias.
“A actual situação no Tibete preocupa os Australianos. Reconhecemos a necessidade das partes envolvidas evitarem a violência e encontrarem uma solução através do diálogo."
E continuou "existem ainda muitos problemas na China. Problemas de pobreza, problemas de desenvolvimento desiquilibrado, problemas de poluição. Problemas de direitos humanos."
O governo Chinês já havia expressado a sua preocupação acerca de comentários anteriores realizados por Kevin Rudd, mediante os quais o PM Australiano apelava a que Pequim iniciasse um diálogo com S.S. Dalai Lama.
Numa entrevista ao Jornal "The Times", Rudd afirmou que não permitiria a presença da segurança Chinesa quando a tocha Olímpica atravessasse Canberra, este mês. Os "homens de fato-de-treino azul" foram criticados pelo seu comportamento agressivo em Londres e Paris.

In
http://www.timesonline.co.uk/tol/news/world/asia/article3711490.ece

1 comment:

Paradoxon said...

Recomendo leitura do artigo de John Pilger, Australia's hidden Empire, em que o jornalista australiana escreve sobre Kevin Rudd, "o novo sheriff [de Bush] para a Ásia":

www.johnpilger.com/page.asp?partid=478